IBM has been behind the scenes at the world’s oldest tennis tournament for 30 years

GettyImages 1022306862

When hundreds of thousands of fans descend upon the storied courts of Wimbledon in July, they won’t just get to see the world’s best tennis matches. They’ll also experience some exciting innovations.

IBM has worked with Wimbledon for the last 30 years in a relationship that highlights how technology can enhance the game of tennis. It’s an example of IBM’s focus on helping its clients transform their industries.

From simple stats to real-time highlights

Early in its relationship, IBM largely just provided stats and data for the 3D graphics at Wimbledon, according to Sam Seddon, Wimbledon Client and Program Executive at IBM. Today, IBM harnesses its AI and Cloud capabilities to design the digital experience, help protect Wimbledon from cybersecurity threats, and provide fans with real-time performance metrics.

In 2017, IBM unveiled a system that could automatically curate highlight packages via artificial intelligence. IBM used Watson to analyze things like the crowd’s cheers, players’ celebrations, and match data to turn out high-quality highlight packages in as little as eight minutes. That first year, there were 17 million new video streams on social media as a result of the AI-powered solution.

This feature is getting two significant upgrades in 2019, according to Seddon, who’s been leading IBM’s work with Wimbledon since 2012. He said Watson has learned to better recognize sound acoustics, particularly when it comes to the strike of a ball. This means IBM can create even tighter crops and better highlights packages for the quick turnaround that’s required.

Focusing on mitigating bias in AI models

“If you’ve got a crowd favorite playing on center court, AI listens to the noise of the crowd and sees the player gesticulating,” Seddon said, noting that those would be clear signs it was worthy of a highlights package. But, “if you have an unknown who’s playing equally if not better, that might not get picked up.”

To help check that the models are not biased toward specific players who may be more popular and therefore skew scores, IBM is using Watson OpenScale when it knows a particular player has a loud fan base or uses wild gestures. Seddon said one of their priorities this year is to try to make sure every player gets the highest quality highlights package.

Tennis fans around the world

Another new offering for 2019 is the progressive web app — this will help expand the number of fans around the world who are able to fully experience Wimbledon.

“There could be millions of people in India who are interested in the championship but don’t necessarily have access to high-quality network connectivity,” Seddon said. “The progressive app will let those fans view Wimbledon content on a lower bandwidth”

When designing technical solutions, Seddon said it’s important to think about the different kinds of fans — everyone from general sports fans to tennis enthusiasts to casual watchers who love the concept of Wimbledon but might not know much about tennis.

IBM’s SlamTracker tries to take into account all three groups. At a basic level, SlamTracker tells fans what’s going on in the match, what the relevant stats are, and what the score is. At a deeper level, it analyzes approximately 20 million data points from the last eight years to help understand the performance profiles of each player in a head-to-head match, what they need to focus on to improve, and who has the momentum at any given point in the game. “It’s helping fans get in the shoes of the tennis coach,” said Seddon.

All of these tech solutions help to create a unique relationship with the fans, who appreciate the fact that the app informs them in under a second about the latest insights and scores. “They can be the first with the news,” said Seddon.

Technology behind the scenes

As much as these innovations can enhance the fans’ experience, there are other pieces of technology that the fans never see — including IBM Cloud and Watson for Cyber Security — which help to protect Wimbledon’s digital properties from cyber threats. Last year, IBM detected and blocked over 200 million security threats.

These kinds of tech solutions aren’t just present at Wimbledon. Seddon said many of the Watson-powered capabilities are used by other IBM clients across industries, from banking to energy, to help them uncover insights and make better-informed decisions.

Looking ahead, Seddon said he anticipates more personalization on Wimbledon.com and the Wimbledon app. They’re already experimenting with that through the My Wimbledon loyalty program, which provides an interesting opportunity to engage with fans. Seddon is also excited about the future possibility of opening up the archive to fans so they can experience important moments throughout Wimbledon’s history.

https://www-technologyreview-com.cdn.ampproject.org/c/s/www.technologyreview.com/s/613891/the-pentagon-has-a-laser-that-can-identify-people-from-a-distanceby-their-heartbeat/amp/

Copa Saddlebrook

Screenshot-from-2019-06-27-12-26-13

Entre os dias 16 a 18/08/2019, o Departamento Infantojuvenil da Federação Goiana de Tênis (FGT), promove mais uma etapa do Circuito Goiano de Tênis Infantojuvenil! Agora de maneira inovadora lança a COPA SADDLEBROOK, em parceria com APTB, torneio sediado nas quadras do belíssimo Clube Campestre de Rio Verde, Goiás.
Com uma parceria exclusiva, e objetivo comum de promoção do tênis infantojuvenil em todos os cantos do país, o Infantojuvenil FGT uniu-se à Associação de Pais de Tenistas do Brasil (APTB, site: www.aptb.com.br) e à Saddlebrook Tennis Academy lançando a COPA SADDLEBROOK. 

 

Clube Campestre de Rio Verde, Goiás.

Palestra sobre Academia Saddlebrook

Como planejar a carreira de tenis profissional incluindo universidade

Ricardo Acioly Palestra on-line dia 19/07 `as 18H Ricardo Acioly nasceu no Rio de Janeiro mas aos oito anos foi morar em Brasília. Tanto seus pais Claudio e Teresinha quanto seu irmão mais velho, Cláudio Jr, jogavam tênis com seriedade e dedicação. Aos 14 anos, foi vice-campeão do Orange Bowl. Concluiu o colegial nos Estados Unidos e cursou a faculdade de marketing e análise de sistemas como bolsista na Universidade de South Carolina, em Columbia, SC, e após a conclusão do curso começou a disputar o circuito profissional da ATP. Em 1985 começou seu ciclo profissional. Já no ano seguinte conseguiu bons resultados em simples, como passar o qualifying do US Open, mas os mais expressivos foram em duplas, como o primeiro título em torneios ATP na cidade de Viena, na Áustria, ao lado do polonês Wojtek Fibak (Ex Top 10 em simples e N1 em duplas na ATP). Acabou se tornando um especialista na modalidade, tendo três títulos de torneios ATP Tour (Viena, Genebra e Guarujá), e três vice-campeonatos (Washington DC, Brasília e Maceió), além de vários títulos em torneios Challenger. Seus grandes parceiros nas duplas foram Fibak, Luiz Mattar (título no ATP de Genebra), Pablo Albano (ganharam na cidade do México em 1989), Mauro Menezes (vice no ATP de Brasília e quatro títulos de challengers), Dácio Campos (título no ATP do Guarujá e alguns challengers) além de também ter jogado com Mats Wilander, ex número um do mundo. Seu principal ranking em duplas foi 46° em 1986. Está entre os 10 melhores tenistas da historia do Brasil nesta modalidade; em simples, seu melhor ranqueamento foi 228° do mundo. Ricardo Acioly disputou a Olimpíada de Seul em 1988,jogando em dupla com Luiz Mattar, e chegaram na segunda rodada, porém perderam para a dupla francesa formada por Guy Forget e Henri Leconte num duro 2×1. Foi titular da Copa Davis (nas duplas) durante os anos de 1987, 1988 e 1989. Encerrou a carreira de atleta em 1992. Em 1993, Ricardo começou uma nova fase como técnico e seu primeiro trabalho já obteve enorme sucesso junto a Argentina Gabriela Sabatini, que foi Semifinalista do Australian Open naquele ano. Em seguida Acioly levou o Venezoelano Nicolas Pereira, campeão juvenil de Roland Garros, Wimbledon e US Open ao seu primeiro título ATP em Bogotá, na Colombia. Em 1995 iniciou um trabalho considerado fantástico com Fernando Meligeni, fazendo-o evoluir consideravelmente e a conquistar os melhores resultados da sua carreira como as semifinais das Olimpíadas de 1996 em Atlanta, a semifinal de Roland Garros em 1999 e mais 3 títulos de ATP (Bastad, Praga e Pinehurst) alem de 6 títulos em duplas num total de 7 anos treinando o jogador. No decorrer dos anos Acioly tambem treinou vários jogadores de destaque na ATP como o chileno Marcelo Rios (ex N1 do mundo), os Top 50 argentinos Javier Frana e Hernan Gumy e outros brasileros como André Sá e Marcio Carlsson para citar alguns. Em 1998 assumiu como capitão brasileiro na Copa Davis, no período entre 1998 e 2003 levou a equipe formada por nomes como Gustavo Kuerten, Fernando Meligeni, André Sá, Flavio Sareta e outros aos resultados mais expressivos da equipe brasileira no Grupo Mundial da competição, que foram uma semifinal e duas 4as de finais. Foi tambem o treinador do Brasil nos jogos Olímpicos de Sydney, em 2000 na Australia. Depois de vários anos viajando o circuito profissional Acioly montou em 2002 o Acioly Tennis Team, equipe de competição para jovens tenistas e desde então vem trabalhando com vários talentos brasileiros e extrangeiros. Por sua mão já passaram vários expoentes do tenis Brasileiro como João Souza, o Feijão (69 ATP), Marcelo Melo (N1 duplas ATP), Franco Ferreiro (top 50 duplas) e vários outros jogadores que estiveram no Top 100 do ranking ITF Jrs.
Palestra on-line
 

PALESTRAS

TEMA: Como planejar a carreira de tenis profissional incluindo universidade

17/07/2018 ÀS 18H

Palestrante: RICARDO ACIOLY

Ficha de inscrição

Valor: GRATUITA

 

TEMA: SISTEMA EDUCACIONAL

28/06/2018 às 16:30

EducationUSA.
Palestra on-line sobre o SISTEMA EDUCACIONAL e FERRAMENTAS para que as famílias e os atletas possam selecionar as universidades de acordo com seu perfil acadêmico.

Video da palestra
SISTEMA DE EDUCAÇÃO UNIVERSITÁRIO – EUA

CURRÍCULO ACADÊMICO

Undergraduate Programs, como são chamados os cursos de graduação nos EUA, tom um processo de seleção holístico, e bem diferente dos de universidades no Brasil.

De uma forma geral, para preparar uma candidatura completa para uma universidade americana, é preciso:

  • Pesquisar e escolher as instituições para as quais vai fazer o application;
  • Fazer um cronograma com prazos e documentos específicos pedidos por cada instituição;
  • Fazer os testes exigidos—SAT ou ACT, SAT Subject tests, e TOEFL ou IELTS;
  • Preencher formulários de inscrição e formulários complementares;
  • Escrever redações;
  • Pedir aos seus professores cartas de recomendação;
  • Traduzir históricos escolares;
  • E providenciar formulários e documentos financeiros.

http://educationusa.org.br/site/estudar-nos-eua/graduacao/

Escola de tenis

Nosso objetivo com esse formulário é registrar para divulgar as escolas de tenis de nosso País e assim fomentar nosso esporte.

Escola de tenis

 

 

Avaliação e Planejamento em Atividade Física

TENNIS.FITNESS

Tênis/ Qualidades Físicas Demandadas;
Importância da Avaliação
Aplicação do Treinamento Físico
Bateria de Testes
Macrociclo de Treinamento/Torneios
Planilha de Rendimento pessoal

Avaliação e Planejamento para web pdf

 

André da Costa Gonçalves  – JACARÉ

Iniciou com 10 anos aos 15 anos de idade já era assistente de professor. Sendo a primeira capacitação método Alemäo
É professor de tênis (desde 1980) Capacitator dos Cursos CBT ministrou o Modulo 4 – (durante 8 anos)
Temas
Preparaçao fisica – Biomecanica – Medicina Esportiva – Viajando com jogadores Atual capacitador no Brasil do modulo de formação e pre-preparação fisica para tenistas de 8 a 10 anos – Trans Faire (França – Brasil) (a 1 mês)
Atual diretor metodologia e executivo da ACE ACTION – TAUBATÉ. (a 1 ano)
Pesquisa sobre identificação e seleção de talentos (desde 1997)
Diretor Executivo da Academia Jacare Tennis Fitness – Brasil – (durante 35 anos)
Professor Team Head (a 14 anos)
Desenvolve protocolos para prescrição de programas de treinamento para tenistas de rendimento e alto rendimento.(a 17 anos)
Diretor metodologico e executivo do Instituto Andre Gonçalves para formação, massificação e desenvolvimento de jogadores. (a 3 anos)

André Gonçalves – Jacaré

Tennis Fitness Coach

ID Talent Test

Cel: 55-12-99754-0503

Skype: jacare5757

Youtube: JTFBR